Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

17
Set19

Nem as mulheres são tão complicadas nem os homens tão simples Maria Jesus Alava Reis

AnnaTree

 Coisas lidas

6EBA8113-F04B-4285-B9E4-5188C317E375.jpeg

 

(...)

Se num casal um dos membros se comporta como um “ladrão“, que rouba os nossos sentimentos e nos deixa sem emoções que nos encham de alegria , e sem esperanças que nos ajudem a lutar todos os dias, esse casal não funcionará pois um dos membros da equipa não atua honestamente , aproveita-se do trabalho, do esforço e da generosidade do outro. Se na equipa um membro do casal atua a partir do egoísmo e da mentira, deixemo-lo sozinho quanto antes, o acabaremos com o sofrimento inútil e uma agonia não merecida. 

Não há coisas que universalmente . Cada casal tentará potenciar os seus pontos de encontro, mas se o que os separa prevalece sobre o que os une, não deverão empenhar-se num impossível .

 

06
Set19

Nem as mulheres São tão complicadas nem os homens tão simples

AnnaTree

Coisas lidas

52EBA0B6-4D8A-44C3-9723-A33DA803F87B.jpeg

 

(...)

A relação de casal é diária, e deveríamos perguntar diariamente o que fizemos e podemos fazer para aperfeiçoar e cuidar essa relação.

Quando nos esforçamos e recordamos as coisas que nos uniram no princípio da relação será mais fácil voltarmos a encontrar o que continua a unir-nos e o que devemos combater para que não nos separe

As crianças são fruto maravilhoso do casal, mas não substituem este, nem significam uma garantia que impeça a sua rotura. 

Se a relação de casal não está definitivamente rompida e ainda temos forças e interesse em encontrar “pontos de acordo“, acabamos por descobrir muitos mais pontos em comum do que julgávamos. 

Se a convivência é o maior perigo para o casal, não podemos chegar a casa esgotados de ideias e de afetos. Deixemos  parte da nossa criatividade para essa convivência em comum e potenciarmos todos os dias as demonstrações de carinho e ternura.

04
Set19

Nem as mulheres são tão complicadas nem os homens tão simples Maria Jesus Alava Reis

AnnaTree

Coisas lidas

A0557691-7B0B-476A-BB56-2A2D4CB46CEC.jpeg

 

(...)

Em linhas gerais, as mulheres ouvem mais, conversa melhor e são sensíveis a comunicação verbal e não verbal. Os homens têm dificuldade de escutar, é demasiado passivo para eles, mas como estão muito orientados para a ação, rapidamente geram respostas ou possíveis soluções; enquanto as suas companheiras pedem detalhes e mais detalhes dos factos, eles oferecem alternativas, dão conselhos e marcam o caminho a seguir; isto sim, fazem-no  de uma forma um tanto imperativa e demasiado resolutiva, que gera muita repulsa na mulher. Eles dizem “o que o que tu tens que fazer…“, E as mulheres pensam “lá estão estes a simplificar as coisas, dizendo o que tenho que fazer, sem me ter ouvido e sem se dar conta de que a situação é muito mais complexa do que parece.

01
Set19

Nem mulheres são tão complicadas nem os homens tão simples Maria Jesus Alava Reis

AnnaTree

8B697988-EFF4-48D2-9549-6E5D0457D140.jpeg

 

 

Coisas lidas

Os homens têm mais força física, possuem melhor organização espacial - orientam-se bem -, são mais concretos nos seus pensamentos e nas suas condutas, estão muito centrados na área sexual, possuem uma sensibilidade muito diferente da das mulheres, são menos românticos, seguramente mais ingénuos e dão menos voltas às coisas. Para eles a dispersão é o seu grande inimigo; rendem mais fazendo as coisas uma a uma, grande parte do seu mundo e a sua própria avaliação giram em torno do trabalho e aceitam mal o fracasso. 

 

 

14
Ago19

Nem as mulheres são tão complicadas nem os homens tão simples

AnnaTree

Coisa lidas

29B40D52-42C7-4812-8E5F-3F79251B99D9.jpeg

(...)
Quando ansiamos a liberdade, o que na realidade estamos a necessitar é de voltarmos a encontrar-nos, pôr a nossa vida em cima da mesa e realizar mudanças que nos façam novamente sentir e animar todos os dias.
A maioria das vezes, as mudanças não significarão mudanças de pessoas, mas mudanças de atitudes, de hábitos, de rotinas.
se em algum momento sentimos que somos profundamente infelizes com o que vivemos, se depois de realizarmos todos os esforços ao nosso alcance, continuamos a pensar que a situação não dá mais de si, que cada dia nos vamos arrepender de como estamos a viver ou, por outras palavras, de como não vivemos, esse será o momento de tomarmos uma decisão importante, mas antes de o fazermos deveremos conseguir estar bem connosco mesmos; só esse equilíbrio interior nos dará a força e a segurança para efetuar as mudanças de que necessitamos.
Se alguma vez pensarmos que não devemos perder o nosso “ último comboio”, recordaremos que os outros também merecem ter oportunidade poder apanhar outros “comboios”, pelo que devemos facilitar ao máximo essa possibilidade e sermos generosos com quem partilhou connosco uma parte da sua vida.
quando despertamos um dia a sentir-nos novamente cansados, aborrecidos…, Significa que nos distraímos, que devemos esforçar-nos novamente para pôr na nossa vida, neste caso a nossa vida de casal, doses de bom ânimo, de engenho e de criatividade…, Que tornem possível que todos os dias esperemos algo novo, algo que nos dê esperança e nos preencha por dentro.
Samuel era uma pessoa Estupenda, que merecia ser feliz, tal como Sónia . Ambos aprenderam a ver o que os separava e souberam aproximar-se de novo, para revitalizar aquele amor que,de vez em quando, necessita de uma “ atualização”
se tivéssem sabido que os separava,certamente teriam trabalhado mais o que vos aproximava e essa crise não teria sido tão perigosa.

 

 

 

12
Ago19

Nem as mulheres são tão complicadas nem os homens tão simples Maria Jesus A Reis

AnnaTree

4BC9A5F6-C9F8-4B5A-A01E-417394BD9FF8.jpeg

 

Coisas Lidas

(....)

Não devemos tomar decisões importantes, que afetem a nossa vida pessoal ou profissional, quando nos sentimos fracassados ou estamos imersos numa crise que quebrou a nossa estabilidade emocional.

(...)

Quando uma pessoa  sente que já não tem liberdade na sua vida para de ser feliz, não pode permanecer sem fazer nada. Ou muda as suas circunstâncias, ou muda a sua vivência interior, ou começará a “morrer” um pouco todos os dias, na mesma medida em que morrem as suas esperanças. 

 

01
Ago19

Nem as mulheres são tão complicadas nem os homens tão simples Maria Jesus Alava Reis

AnnaTree

Coisas lidas

(...)

Quando passamos a etapa de adulto, muitos pensam que aí será mais fácil encontrar a maturidade e o equilíbrio emocional, mas a alguns fatores que não ajudam para esse objetivo. O adulto , Ao contrário da criança, perdeu muita flexibilidade e aí reside uma das suas principais limitações: passará muito tempo a lutar contra essa inflexibilidade. Só os anos, a sabedoria de quem sabe aprender, ou a estabilidade de quem sente bem com a sua própria vida fazem com que o adulto volte a recuperar a flexibilidade que lhe dá segurança em si mesmo e lhe facilita a vivência equilibrada das emoções. A partir daí o adulto volta a ter vivências do fracasso, mas não as etiqueta nem és vive com a sensação de fracasso.

45503281-E5B6-41F7-AFE5-03DBF7B718C7.jpeg

 

 

 

31
Jul19

Nem as mulheres são tão complicadas nem os homens tão simples Maria Jesus Alava Reis

AnnaTree

coisas lidas

DA210BD4-D20D-441F-8717-5378BA7761EF.jpeg

Quando nos sintamos injustamente tratados pelo nosso parceiro, antes de intervir  observemos Novamente. Se chegar um momento em que, não obstante a observação, não vemos nenhuma razão justifique a sua conduta, não nos mostremos agressivos com  gestos ou com palavras, mas poderemos “ extinguir “  a conduta do nosso parceiro saindo do local ou deixando de prestar atenção.

Quando nos sentirmos manipulados, não entremos em confrontação, mas também não façamos o que estão a pedir-nos. Se o outro estiver tranquilo, expliquemos a razão da nossa divergência; se estiver alterado, digamos simplesmente que respeitamos o que diz, mas que temos uma opinião diferente. Neste segundo caso, não caiamos no erro de expor O nosso ponto de vista e não façamos o que estão a pedir-nos . Se o outro estiver tranquilo ,sinais expliquemos a razão da nossa divergência; se estiver alterado, digamos simplesmente que respeitamos o que diz, mas que temos uma opinião diferente. Neste segundo caso, não caiemos no erro de expor o nosso ponto de vista e não o façamos até que o outro de sinais inequívocos de que é capaz de ouvir e de raciocinar. 

Quando nos sentirmos muito mal, recordaremos dois princípios que devemos seguir:

  1. ouvir o sinal que nos indica que devemos recuperar forças; 
  2. não tomar nenhuma decisão importante até que nos sintamos bem.

 

24
Jul19

Nem as mulheres são tão-se complicadas nem os homens tão simples Maria Jesus Alava Reis

AnnaTree

Coisas lidas

2868B114-8AB5-45DB-AE45-016E990BF337.jpeg

 

A última coisa que esperamos encontrar é uma relação que mine os nossos alicerces e nos encha de amargura e sofrimento; Desse sofrimento que é muito mais intenso e profundo quando vem da pessoa em que tínhamos depositado a nossa confiança e as nossas esperanças. 

 em geral, o primeiro sintoma de alarme surge quando nos sentimos desvalorizados, quando a outra pessoa, em vez de nos reforçar e alimentar a nossa confiança, parece empenhado em deixar a nossa autoestima de rastos. 

passamos da comunicação agradável para a  incomunicabilidade dolorosa. O gestos de carinho São substituídos por olhares hostis o reprovadores. A pessoa fala, tenta expor as suas ideias, queixa-se do tratamento recebido, mas o seu parceiro não a ouve, só sanciona. O silêncio e a incompreensão começam a abrir caminho.

Geralmente , as mulheres manifestam esse sentimento de pena de forma mais expressiva, tanto através da linguagem verbal como não verbal. No princípio pedem explicações face ao consideram um tratamento injusto e, no fim, quando vêem que é inútil, tentam guardar as suas energias para se protegerem do dano que lhes causa essa injustiça.