Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

22
Out09

poesia rosa lobato faria

AnnaTree

Coisas declamadas


Primeiro a tua mão sobre o meu seio
Depois o pé - o meu - sobre o teu pé
Logo o roçar urgente do joelho
E o ventre mais á frente na maré

É a onda do ombro que se instala
É a linha do dorso que se inscreve
A mão agora impõe , já não embala
Mas o beijo é carícia, de tão leve

O corpo roda: quer mais pele, mais quente.
A boca exige: quer mais sal, mais morno
Já não há gesto que se não invente
Ímpeto que não ache um abandono

Então já a maré subiu de vez.
E todo o mar que inunda a nossa cama
Afogados de amor e de nudez
Somos a maré alta de quem ama

Por fim o sono calmo, que não é
Senão ternura, intimidade, enleio:
O meu pé descansado no teu pé,
A tua mão dormindo no meu seio

Rosa Lobato faria