Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

29
Mai10

mana lena

AnnaTree

estou á meia hora a tentar descodificar-me o que  vai na alma...surgem palavras soltas:impotencia...tristeza...derrota... ponho estas palavras no google á procura de respostas e compreendo que há certas coisas que não se encontram no google e que a vida é este enorme misterio que experiencia nenhuma consegue desvendar .o que raio a vida me quer dizer com tudo isto? tem que haver uma justificação!

27
Mai10

AS MADRUGADAS DE LINDA LÊ LIDO II

AnnaTree

coisas lidas

 

(...)

ela queria um miserável transformado, pela graça da sua generosidade, num príncipe transido de amor. Teve um marido que refreava os arrebatamentos e olhava como um dado adquirido a solicitude ela em satisfazer-lhe todos os desejos, consulta-lo a propósito da mais insignificante disposição domestica  e em passeá-lo através do mundo para que ele descobrisse outros céus. A minha mãe sentia atitude do meu pai, que insistia no abandono, como uma traição e este respondia com uma frieza altiva ao cenário de magia que ela tinha projectado. O dinheiro que planeara lançar aos pés do amante, tornou se com o tempo o instrumento da sua vingança . servia-lhe para humilhar aquele que não conseguira vergar á sua vontade. O que teria distribuído em abundância , desatou a reivindica-lo como seu, e a riqueza, que teria tocado por uma palavra de submissão, a riqueza criou entre ambos uma fronteira inultrapassável.ele acusava-a agora de velhacaria e cobiça. Ela sentia-se enganada .pouco habituada a encontrar resistência, a reflectir sozinha, não teve outra saída senão adaptar-se ao papel de megera. lamentava o seu erro, mesmo se, como o meu pai , as mais violentas paixões ainda a movessem. que as manifestações de ódio entre dois seres possam estreitar o amor, que a vontade de combater o outro possa forjar-se no desejo de o arrebatar por completo e as humilhações recíprocas nascer de um fervor contrariado, eis um paradoxo que os meus pais demonstravam todos os dias. Os dois inimigos viviam ambos no desejo desesperado do outro, numa obsessão recíproca. Embora lhes agradasse invocar a separação, continuavam certos de que nada os separaria: tinham atravessado juntos todos os estados do amor, da conquista á dilaceração, da fusão á ruína. eram como duas substancias inflamáveis que não podem aproximar-se sem se incendiar e destruir uma á outra.

25
Mai10

AS MADRUGADAS DE LINDA LÊ LIDO EM 2010 FEV

AnnaTree

coisas lidas

 

Durante todo o mês em que estive com Forever, não parei de a interrogar sobre o que para mim era um enigma: como podia o meu pai ter amado duas mulheres tão diferentes quando ela, a Dama da borda d’agua, e a minha mãe, que eu via como uma artífice de conflitos, sempre a ruminar uma querela qualquer de que sairia vitoriosa? Encontrava aí a perfeita ilustração da tendência do homem para procurar a felicidade e amar o que faz a sua infelicidade.

(...)

Baralhava a imagem que eu tinha da minha mãe, pintando-a sob os traços de uma sonhadora desiludida que quisera viver com o meu pai o conto de fadas da princesa e do pobre. Ela tinha-o coberto de roupas sumptuosas e elevara-o até si esperando ser venerada sem condições. O meu pai fora feito para beijar os seus pés, beber do seu sapato. Mas ele tinha uma alma insubmissa, que recusava deixar-se ir no que classificava como frivolidades.

(...)

a minha mãe sofria com o seu desdém. Ele destruíra-lhe a miragem e o tempo ia acrescentando outras feridas e essa cicatriz original. Ela era como uma criança despeitada face ao animal favorito que se recusa a executar as habilidades que se espera dele. Adoptara-o na esperança de que ele a distraísse com mil e uma gracinhas, reverencias e mimos. Enfrentava um homem de gelo, que volvidos os primeiros tempos de amor atencioso , a tratava como propriedade sua .

23
Mai10

Método dos tijolos para a avaliação e contratação de funcionários:

AnnaTree


Coisas Mailadas

 

 

1 - Colocar todos os candidatos num armazém
2 - Disponibilizar 200 tijolos a cada um.
3 - Não dar orientação alguma sobre o que fazer.
4 - Trancar o armazém e voltar seis horas depois para verificar o que
fizeram.

Segue-se a análise dos resultados:

1 - Contrate os que contaram os tijolos, para a Contabilidade.
2 - Contrate os que contaram e recontaram os tijolos, para a Auditoria e
Inspecção.
3 - Contrate os que espalharam os tijolos, para o Gabinete de Engenharia.
4 - Contrate os que tiverem arrumado os tijolos de maneira muito estranha e
difícil de entender, para os Projectos e Implantação.
5 - Contrate os que estiverem a atirar tijolos uns aos outros, para as
Operações.
6 - Contrate os que estiverem a dormir, para a Segurança.
7 - Contrate os que partiram os tijolos aos bocados e estiverem a tentar
montá-los novamente, directamente para as Tecnologias da Informação.
8 - Contrate os que estiverem sentados sem fazer nada ou em conversa fiada,
para os Recursos Humanos.
9 - Contrate os que disserem que fizeram tudo para diminuir o stock mas a
concorrência é desleal e precisam de oferecer maiores facilidades, para a
Área Comercial como vendedores natos que são.
10 - Contrate os que disserem que tentaram aumentar o stock mas resolveram
esperar porque no fim do processo em curso o mercado apresentará excesso de
oferta, para o Departamento de Compras.
11 - Contrate os que já tiverem saído, para a Administração.
12 - Contrate os que estiverem a olhar pela janela com o olhar perdido no
infinito, como responsáveis pelo Planeamento Estratégico.
13 - Contrate os que estiverem a conversar entre si com as mãos nos bolsos
demonstrando que nem sequer tocaram nos tijolos e que jamais o fariam,
cumprimentando-os com muito respeito para os colocar na Direcção.
14 - Contrate os que levantaram um muro e se esconderam atrás dele, para o
Departamento de Marketing.
15 - Contrate os que afirmarem não estar a ver tijolo nenhum no armazém,
para o Departamento Jurídico como advogados que são.
16 - Contrate os que reclamarem por os tijolos estarem "uma porcaria, sem
identificação, sem padronização e com medidas erradas" para o Controlo de
Produção e Qualidade.
17 - Contrate os que passaram o tempo a dizer cuidado com os riscos
associados ao manuseamento dos tijolos e seu impacto na sala onde estavam
para Técnicos Superiores de Higiene e Segurança no Trabalho e/ou
Responsa´veis Ambientais.
18 - Contrate todos os que sugeriram que dessem as mãos entre si e
meditassem sobre a exploração da mão de obra no fabrico dos tijolos para
Responsáveis de Desenvolvimento Sustentável da empresa.

Atenciosamente,
O Psicólogo Chefe


21
Mai10

conta correnteI

AnnaTree

coisas lidas

 

a dificuldade de estabelecer e firmar relações. Há uma tecnica para isso, conheço-a nunca pude meter-me nela. Ser «simpático». É realmente facil: prestabilidade, autodominio. Mas . ser sociavel exige um esforço enorme-fisico.quem se habituou, já se nãpo cansa. Tudo se passa á superficie do esforço. (...) É facil ser «simpatico», dificil é perservar , assumir o artificio da facilidade. Conservar os amigos.«não és capaz de dar nada», disseram-me . oh, sou mesmo capaz de dar tudo. Do que não sou capaz é de me enfiar na tecnica da «generosidade».

 

 

Virgilio Ferreira

Pág. 1/3