Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

15
Set10

MOMENTOS curta metragem

AnnaTree

Curta metragem portuguesa - Gravado na Rua da Boavista, Porto Vê este filme que certamente não conheces. TEM SOM ! Nuno Rocha está de parabéns com esta curta metragem de grande qualidade. Numa noite normal com o passado largado da memória, um homem reencontra, no lugar a que chama casa, lembranças de um tempo que viveu. Fragmentos de pura felicidade e instantes de sublime partilha, surgem como apontamentos de esperança de um presente que não voltará a ser o mesmo.

(enviada por mail) Obrigada A.

14
Set10

Ó ÁRVORE DE FERNANDA DE CASTRO

AnnaTree

Coisas postada na outra arvore sexta-feira, 2 de Dezembro de 2005

 

 

I

Ó arvore, alguém pensou

Na tua imensa alegria

Quando enfim rompeste a crosta

E alcançaste a luz do dia?

 

II

Árvore como inveja a tua paciência

 

Arvore, alguém te perguntou:

És feliz, infeliz,

Imóvel presa ao chão

Pela raiz?

 

Se vires uma árvore,

E se fores comigo,

Faz irmão, o que eu faço:

Pára e dá-lhe um abraço,

Não tens melhor amigo

 

10
Set10

O AMOR DOS ANIMAIS POR ANTÓNIO LOBO ANTUNES

AnnaTree

 

Coisas postada na outra arvore sexta-feira, 25 de Novembro de 2005

 

Mandaram-no á consulta do hospital Miguel Bombarda só porque ele gostava de animais. Tinha cinquenta anos, era reformado, vivia sozinho, e a família inquietava-se com aquele amor pelos bichos.

- O doutor acha normal que os meus irmãos se preocupem com isso? O doutor por exemplo, não aprecia cães?

Vestia fato completo, gravata, trazia uma pasta no sovaco, o cabelo com o traço da escova nas madeixas, pedia licença para fumar

- Cença

tirava cigarros do estojo de plástico a fingir tartaruga, batia-os no verniz do polegar

- Eu gosto de animais e os meus irmãos de volta de mim, olha que tens de ir á consulta do Bombarda Fernando. Com franqueza diga-me cá: acha normal?

(...)

- Desde quando, senhores, é que ter afecto pelos animais é ser maluco?

(...)

e preparava-me para lhe dar razão quando ele, de cigarro no ar á procura de cinzeiro, me perguntou, já cúmplice, a sentir-me do seu lado, de olhinho a rasar a pálpebra sabida

- Aposto que o doutor é como eu aposto que ao doutor também lhe agrada conversar com tigres

eu desenhava círculos distraído num bloco, longe dali, mas os tigres trouxeram-me um tudo nada de volta

- Tigres?

Encontrou um pratinho de folha debaixo das receitas, limpou a brasa com a unha do mínimo, soprou o fumo em argolas que se metiam umas dentro das outras, proeza que eu adoraria saber fazer e nunca fui capaz: o melhor que consigo é engasgar-me de tosse.

- Tigres?

- Tigres. Aos domingos vou ao jardim zoológico conversar com eles. Anteontem quando eu ia a entrar na jaula puxaram-me á força para fora.

Como me ensinaram que o medico tem de ser paciente acabei o círculo do bloco, aperfeiçoei-o e comecei outro.

(...)

- Conversar com os tigres

a gravata empertigou-se-lhe de desdém

- Claro. Ou queria que eu conversasse com os hipopótamos que não têm interesse nenhum? Pessoalmente simpatizo com os hipopótamos como simpatizo com pessoas gordas estendidas de bruços numa piscina de crianças com um filho também gordo, já com cara de velho, ao lado. O círculo, é evidente, saiu-me tortíssimo.

- Adoro hipopótamos.

O amigo dos animais levantou-se ultrajado, de gravata a arder de indignação

- Você atreve-se a dizer que os hipopótamos são melhores que os tigres?

Tentei melhorar a bolinha: a esferográfica tremia, ficou péssimo. Como é que alguém se atreve a diminuir os hipopótamos á minha frente?

- Muito melhores

- Piores

- Muito melhores

devíamos gritar ambos altíssimo dado que um enfermeiro entrou a correr no gabinete, a seguir um medico, outro enfermeiro depois a recomendar

- Calma, calma

mais um sujeito de bata com uma seringa e uma camisola de forças. O dos tigres e eu estamos aqui internados há dois meses e odiamo-nos. Não sei o que lhe vão fazer mas a mim prometeram dar-me alta para a semana na condição de não exercer medicina.

Quero lá saber da medicina: o que eu quero é ir direitinho ao jardim zoológico com um molho de cenouras no braço, dirigir-me ao tanque e ficar ali dias seguidos, a falarmos da vida!

 

08
Set10

Vale a pena ler este discurso do Ministro da Educação Brasileiroproferida nos EUA

AnnaTree

 

Coisas postada na outra arvore a  21 de Novembro de 2005

 


Discurso do Ministro Brasileiro de Educação nos EUA
Date: Mon, 21 Mar 2005 19:53:01 -0000

Este discurso merece ser lido, afinal não é todos os dias que um
Brasileiro dá um "baile" educadíssimo aos Americanos...

Durante um debate numa universidade nos Estados Unidos o actual
Ministro da Educação CRISTOVAM BUARQUE, foi questionado sobre o que
pensava da internacionalização da Amazónia (ideia que surge com alguma
insistência nalguns sectores da sociedade americana e que muito
incomoda os brasileiros).

Um jovem americano fez a pergunta dizendo que esperava a resposta de
um Humanista e não de um  Brasileiro. Esta foi a resposta do Sr.
Cristovam Buarque:

"De fato, como brasileiro eu simplesmente falaria contra a
internacionalização da Amazónia. Por mais que nossos governos não
tenham o devido cuidado com esse património, ele é nosso.

Como humanista, sentindo o risco da degradação ambiental que sofre a
Amazónia, posso imaginar a sua internacionalização, como também de
tudo o mais que tem importância para a humanidade.

Se a Amazónia, sob uma ética humanista, deve ser internacionalizada,
internacionalizemos também as reservas de petróleo do mundo
inteiro...

O petróleo é tão importante para o bem-estar da humanidade quanto a
Amazónia para o nosso futuro. Apesar disso, os donos das reservas
sentem-se no direito de aumentar ou diminuir a extracção de petróleo e
subir ou não o seu preço.

Da mesma forma, o capital  financeiro dos países ricos deveria ser
Internacionalizado. Se a Amazónia é uma reserva para todos os seres
humanos, ela não pode ser queimada pela vontade de um dono, ou de
um  país. Queimar a Amazónia é tão grave quanto o desemprego provocado
pelas decisões arbitrárias dos especuladores globais. Não podemos
deixar que as reservas financeiras sirvam para queimar países
inteiros na volúpia da especulação.

Antes mesmo da Amazónia, eu gostaria de ver a internacionalização de
todos os grandes museus do mundo. O Louvre não deve pertencer apenas à
França. Cada museu do mundo é guardião das mais belas peças produzidas
pelo génio humano. Não se pode deixar esse património cultural, como o
património natural Amazónico, seja manipulado e destruído pelo gosto
de um proprietário ou de um país.

Não faz muito tempo, um  milionário japonês, decidiu enterrar com ele,
um quadro de um grande mestre. Antes disso, aquele quadro deveria ter
sido internacionalizado.

Durante este encontro, as Nações Unidas estão realizando o Fórum do
Milénio, mas alguns presidentes de países tiveram dificuldades em
comparecer por constrangimentos na fronteira dos EUA. Por isso, eu
acho que Nova York, como sede das Nações Unidas, deve ser
internacionalizada. Pelo menos Manhatan deveria pertencer a toda a
humanidade. Assim como Paris, Veneza, Roma, Londres, Rio de Janeiro,
Brasília, Recife, cada cidade, com sua beleza específica, sua história
do mundo, deveria pertencer ao mundo inteiro.

Se os EUA querem internacionalizar a Amazónia, pelo risco de deixá-la
nas mãos de brasileiros, internacionalizemos também todos os arsenais
nucleares dos EUA. Até porque eles já demonstraram que são capazes de
usar essas armas, provocando uma destruição milhares de vezes maior do
que as lamentáveis queimadas feitas nas florestas do Brasil.

Nos seus debates, os actuais candidatos à presidência dos EUA têm
defendido a ideia de internacionalizar as reservas florestais do mundo
em troca da dívida. Comecemos usando essa dívida para garantir que
cada criança do Mundo tenha possibilidade de COMER e de ir à escola.

Internacionalizemos as crianças tratando-as, todas elas, não
importando o país onde nasceram, como património que merece cuidados
do mundo inteiro. Ainda mais do que merece a Amazónia. Quando os
dirigentes tratarem as crianças pobres do mundo como um património da
Humanidade, eles não deixarão que elas trabalhem quando deveriam
estudar, que morram quando deveriam viver.

Como humanista, aceito defender a internacionalização do  mundo. Mas,
enquanto o mundo me tratar como brasileiro, lutarei para que a
Amazónia seja nossa. Só nossa! "

06
Set10

O DESESPERO DA PIEDADE POR VINÍCIUS DE MORAES

AnnaTree

Coisas já postadas noutra árvore 16 de Novembro de 2005

 

Meu Senhor, tende piedade dos que andam de bonde

E sonham no longo percurso com automóveis, apartamentos...

 

[...]

não esqueçais também em vossa piedade os pobres que enriqueceram

e para quem o suicídio ainda é a mais doce solução

mas tende realmente piedade dos ricos que empobreceram

e tornaram-se heróicos e á santa pobreza  dão um ar de grandeza

 

[...]

 

tende piedade dos homens públicos e em particular dos políticos

pela sua fala fácil, olhar brilhante e segurança dos gestos de mão

mas tende mais piedade, dos seus criados, próximos e parentes

fazei, Senhor, com que deles não saiam políticos também.

 

E no longo capitulo das mulheres

Senhor, tende piedade das mulheres

Castigai minha alma, mas tende piedade das mulheres

Enlouquecei meu espirito, mas tende piedade das mulheres

Ulcerai minha carne, mas tende piedade das mulheres!

 

Tende piedade da moça feia que serve na vida

De casa, comida e roupa lavada de moça bonita

Mas tende mais piedade ainda da moça bonita

Que o homem molesta- que o homem não presta, meu Deus!

 

Tende piedade da mulher no instante do parto

Onde ela é como a água explodindo em convulsão

Onde ela é como a terra vomitando cólera

Onde ela é como a lua parindo a desilusão

 

Tende piedade das mulheres desquitadas

Porque nelas se refaz misteriosamente a virgindade

Mas tende piedade também das mulheres casadas

Que se sacrificam esse simplificam a troco de nada

 

Tende piedade, Senhor, das mulheres chamadas vagabundas

Que são desgraçadas e são exploradas e são infecundas

Mas que vendem barato muito instante de esquecimento

E em paga o homem mata com a navalha, com o fogo , com o veneno

 

[...]

Tende piedade, Senhor, de todas as mulheres

Que ninguém mais merece tanto amor e amizade

Que ninguém mais deseja tanto poesia e sinceridade

Que ninguém mais precisa tanto alegria e serenidade

 

Tende infinita piedade delas, Senhor que são puras

Que são crianças e são trágicas e são belas

Que caminham ao sopro dos ventos e que pecam

E que têm a única emoção da vida nelas

[...]

Tende piedade, Senhor, das santas mulheres

Dos meninos velhos, dos homens humilhados- sede enfim

 

Piedoso com todos, que tudo merece piedade

E se piedade vos sobrar, Senhor, tende piedade de mim!

 

02
Set10

Cansaço

AnnaTree

Coisas já postadas noutra árvore A segunda-feira, 13 de Março de 2006

Subiu a rua com o desejo contrário ao dos passos
Abriu a porta com vontade de sair.
Disse, cheguei. Pensou um adeus e ir-se embora
Fazer a mala, mudar o rumo, fazer destino.
Fez o jantar juntando lágrimas ao refogado
Comeu calada uma vida que não queria.
Digeriu mágoas sentindo náuseas e rotina
Sentou-se ao lado do passado a ver um filme
Amaldiçoou medos, indecisões e cobardias.
Dormiu o sono pesado de quem sabe
O amanhã, dia igual aos outros dias.

 

Lido em

http://eroticidades.blogspot.com/