Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

30.11.10

as prendas do casamento a chegar


AnnaTree

Vai amigo
Não há perigo que hoje possa assustar
Não se iluda
Que nada muda se você não mudar

Ponha alguma coisa na sacola
Não esqueça a viola
Mas esqueça o que puder
E curte pra não morrer

Rasque as coisas velhas da lembrança
Seja um pouco de criança
Faça tudo o que quiser
E curte pra não morrer

 

Um grande beijo minha Amiga

 

do amigo

 

Ernesto

26.11.10

coisas da minha neta carolinaIII


AnnaTree

 

 

Coisas da minha família

 


(2010)

Ando nos preparativos para o meu casamento e a Carolina anda muitas vezes comigo na azáfama de provar vestidos , sapatos, brincos, enfim toda a parafernália que acompanha este acontecimento. Um dia fomos provar um vestido e eu disse-lhe «pareces uma princesa! A Branca de Neve!». Ela ficou toda vaidosa e com imensa vontade de ser a menina das alianças depois do meu elogio.

Passado uns dias fui buscá-la á escolinha e ela deu-me a entender que tinha sonhado com os sete anões. Puxando um pouco por ela acabou por me contar o seu grande segredo: «Vó os sete anões vão ao teu casamento ! » A Carolina no sonho tinha convidado os sete anões para o meu casamento para que nada me faltasse! Vou ter a Carolina Branca de Neve e os sete(imaginários )Anões no meu casamento.


24.11.10

coisas da minha neta carolinaII


AnnaTree

Coisas da minha família

A Carolina nunca se fica numa luta corpo a corpo. A máxima dela é o ataque é a melhor maneira de prevenir um ataque. Por essa razão volta e meia chega a casa toda arranhada e com algumas mordidelas. Por já a conhecermos bem sabemos que quem lhas fez deve ter ficado em pior estado. Tivemos uma campanha de sensibilização para a Carolina tentar resolver os conflitos de outra forma…. Fazendo queixinhas á professora,etc etc sem qualquer resultado. Um dia quando ela chegou a casa toda arranhada brinquei com ela perguntando-lhe:«quem te bateu?»e ela com um sorriso malandro diz:«foi o Zé Miguel» e eu:«ahhhh vou partir os dentes todos ao Zé Miguel, diz que a tua avó vai lá e lhe parte os dentes todos» ao que parece ela dizia mesmo e a minha Norinha veio alertar-me que o melhor era mudar de discurso porque não era politicamente correcto a avó estar a ameaçar partir os dentes todos aos coleguinhas dela. Então mudei o discurso e ficou assim: :«quem te bateu?»e ela com um sorriso malandro diz:«foi o Zé Miguel» e eu:«ahhhh vou estrafegar o Zé Miguel todo com beijinhos e abraços». Mas aí a Carolina não achava graça alguma e um dia em que lhe repetia isso ela contrapôs: «não,Vó. Tu vais lá e arrancas-lhe os dentes todos»e abriu um sorriso de orelha a orelha.

2010

22.11.10

coisas da minha neta carolina I


AnnaTree

 

Coisas da minha família

 

Resolvi contar aqui as pequenas historias da Carolina para que ela um dia possa saber das suas gracinhas. As historias que vou contando não vão ter nenhuma ordem cronológica já que as vou contando consoante me surgem na minha já frágil memoria.

 

(2009)

 

A Carolina ia, ás vezes , dormir comigo porque os pais tinham que trabalhar até tarde ou muito cedo no dia seguinte. Isto passou-se num sábado de manha. A Carolina dormia numa cama de bebe de campismo da qual só podia sair se a fossemos lá tirar. A cama tinha ficado muito próximo da cómoda onde o Carlos guarda a sua roupa interior. A Carolina acordou e como sempre faz fica a brincar na cama ou no quarto sem fazer barulho nenhum para não nos acordar. Até a falar fala baixinho. Nesse dia ouvia-a a falar baixinho e discretamente abri um olho ainda ensonada. A Carolina olhava para nós dois a dormir com umas cuecas do Carlos enfiadas na cabeça e o nariz cheio de ranhetas . Perante a nossa explosãod e riso só conseguiu dizer muito zangada:«Vó! Não tem piada!»

18.11.10

«AMO-TE!»


AnnaTree

 

 

Coisas escritas por mim

 

ÉRAMOS NOVOS E NÃO CONHECÍAMOS O PESO DESTA PALAVRA NEM AS SUAS CONSEQUENCIAS.

PARA QUE SAIBAMOS DIZÊ-LA DE NOVO, AGORA VESTINDO-A  COM NOVAS CORES, NÃO TÃO GARRIDAS MAS MAIS PÁLIDAS, SABENDO EM CADA LETRA TODO O ALCANCE DELA.

VOU APRENDER A DIZÊ-LA DE NOVO….

POR TI E….PARA TI….

 

 

ANA SALGADO 2010/11/05 NUMA VIAGEM DE AUTOCARRO

 

Pág. 1/3