Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

30
Jul13

Do mal ou menos pedro paixão

AnnaTree

COISAS LIDAS

 

(…)

Agora do mundo só me interessa este quente,sombrio e humido minusculo pedaço do teu corpo e encher-te de prazer com a minha boca. Não há nada como isto para me livrar de mim. Tu que dizes? Calemo-nos.

(…)

- O meu sexo é pequeno. O teu enorme. Engole-me por completo, peço-te, e que não fique nada destas horas em que nos demos.

Vem e desfaz-me, querida. Não quero saber de nada. Morde-me a orelha como um furacão. Agarra-me com a tua boca por cima do coração. Encontra o ponto subtil em que me fazes vir a ti. Faz-me esquecer de mim, que o meu sexo és tu que o tens em ti.

 

26
Jul13

Do mal ou menos pedro paixão

AnnaTree

COISAS LIDAS

 

Do mal ou menos pedro paixão

«a primeira coisa era aprender o seu nome. Depois deixar que o alcool dissolvesse em si os restos de uma timidez»

 

APETECE-ME

Apetece-me abrir-te as pernas e lamber-te. Fazer isso durante muito tempo até ouvir a tua voz perder-se e depois entrar por ti adentro mantendo o ritmo e a distancia para te poder ver numa perspectiva de observador imparcial. Inquietar-te com perguntas violentas,fazer-te repetir desejos e segredos,abusar de ti sem remorso nem perdão. Quero que venhas uma e depois outra vez mais lentamente. Que acabes por chorar baixinho e me peças tudo de novo outra vez.

Esquece-te de mim. Não sou eu. És tu que vens para me livrar de mim



22
Jul13

Tenta

AnnaTree

COISAS DECLAMADAS

Tenta

Não consigo pedir,
Mas quero que insistas.
Entra e descruza-me,
Não fiques fora de mim

 

Desconheço o autor




16
Jul13

O touro e o leão de Bocage

AnnaTree

COISAS LIDAS


O touro e o leão


(...) se para manter a vida

Sou dos vivendos algoz,

Cumpro á risca uma lei dura

Que a natureza me impôs

De buscar subsistência

Temos justa obrigação:

Eu se mato é para manter-me

Logo o que obro é com razão.

Mas tu que de ervas te nutres,

Não precisas fazer mal,

Contudo das fim a tanto mortal

Reflete, qual de nós ambos

Deve o nome de ímpio ter

Se tu que matas por gosto,

Se eu que mato por comer

Para inculparmos os outros

Sempre buscamos razão

Sem vermos que ás vezes somos

Piores do que eles são

 

Bocage

11
Jul13

Flávio Gikovate

AnnaTree

COISAS LIDAS

«o homem é um animal que vai mudando o mundo e depois tem de ir se reciclando para se adaptar ao mundo que fabricou.

A solidão é boa, ficar sozinho não é vergonhoso. Ao contrário, dá dignidade à pessoa.

A nova forma de amor, ou mais amor, tem nova feição e significado

Visa a aproximação de dois inteiros e não a união de duas metades. E ela só é possível para aqueles que conseguirem trabalhar sua individualidade.

Muitas vezes, pensamos que o outro é nossa alma gêmea e, na verdade, o que fizemos foi inventá-lo ao nosso gosto.» .» 1 de abril de 2013 por Flávio Gikovate



http://flaviogikovate.com.br/sobre-estar-sozinho/



Pág. 1/2