Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

28
Set18

José Jorge Letria Um casulo de vento 

AnnaTree

Coisas Lidas

A770A3C8-9576-4300-B41E-092798A05D49.jpeg

 

Criança estonteada e precoce, eu atravessava 

as ruas para saudar as sombras 

que derramavam sobre a claridade dos muros 

a mancha negra dos seus perfis, 

A estatura esbracejante dos seus corpos. 

Há-de ser pessoa de quem se fala , diziam. 

Depois, no silêncio rumorejante das suas bocas 

cúmplices e vorazes, teceram  de mim uma imagem 

gémea de que deixam os relâmpagos e os fogos 

quando surpreendem um sono das casas. 

Ensaiei no vinho e no tabaco 

um crescimento que era só de músculos, 

dos ossos e das vozes. No resto, mantive-me 

desesperadamente do tamanho de uma pétala,

de um casulo de vento, uma moeda de orvalho. 

A minha idade era de oiro, do dilúvio 

e do sonho perfeito que restitui o homem 

ao tempo ambíguo do colo da mãe, sossego da noite

27
Set18

José Jorge Letria Detém-te Coração

AnnaTree

Coisas lidas

C9B9A679-A82B-4095-BFC4-FF0AB4BE5452.jpeg

 

Detém-te, coração, que o teu furor

Há-de ser a minha perdição, 

que a tua pressa há-de ser a minha morte, 

inclemente, fulminante, precisa. 

Detém-te, coração, que a tua pressa 

põe-me na garganta e na língua 

a tremenda secura dos desertos 

e nos dedos a dormência fatal dos naufrágios. 

É a máquina dos teus impulsos noturnos 

que me põe na corrida o nó apertado 

que sufoca, fere e silencia. 

Arde-me do lado esquerdo uma chaga 

do tamanho de uma cratera 

rasgada no círculo da lua. 

E sei que, no esforço de agarrar-te, 

há um pequeno fogo que se extingue,

há um sopro breve que se esgota, 

há uma vida inteira é que se joga. 

25
Set18

José Jorge Letria A felicidade entardecida 

AnnaTree

Coisas Lidas

 

9750086A-73A6-42C3-9D22-0C5B3D0B57C3.jpeg

 

Anjo branco da minha felicidade entardecida, 

quem te deu asas que te dê agora

a paz plana e mansa da Terra, 

quem te deu fôlego de Ave te dê agora

a respiração lenta e vegetal do musgo, 

a sapiência agreste dos corais e dos limos. 

Demorei-me tanto a esperar por ti 

que já nem dou pela tua ausência, 

pelo vazio das pétalas e rumores 

que instalas em redor de mim 

Cobria-me os olhos uma renda desenhada 

pelo engenho dos dedos, 

tecida pela filigrana das agulhas, 

e o mundo que via através dela 

tinha a palidez de uma doença mortal, 

a beleza fragmentada de uma flor 

sufocada pelo assédio das areias. 

Tu prometias voltar se eu adormecesse cedo 

e levavas contigo a felicidade num dardo de vento. 

23
Set18

Medo de dizer não às crianças Sónia Morais Santos

AnnaTree

Coisas Lidas

 

33F61FD1-42D2-4709-9B2C-6A1BC06776F3.jpeg

 

"Os pais de hoje parecem ter medo de dizer que não aos putos, como se os putos depois, coitadinhos, ficassem deprimidos e fossem desatar a roubar o introduzir tóxicos por via intravenosa. 

(...)fica tão bem este tom dramático… Cheira-me que falhei a vocação. Dêem -me um palco, vem um palco!" 

Sónia Morais Santos  23 de dezembro 2005 revista de DNA

22
Set18

José Jorge Letria O alvoroço da escrita

AnnaTree

coisas lidas

 

F642DE8B-E380-4F06-AA58-CA8400CDE781.jpeg

Ernest Hemingway 

 

Quando se escreve é sempre para o alvoroço 

que rouba o sono dos hóspedes 

Dos quartos interiores onde o sol jamais chegou. 

É a escrita que toma conta da mão, 

Que a aprisiona nas suas redes finas,

iguais a veias entrelaçadas sob a pele 

(...)

Saímos do círculo de fogo que escrevemos

com a carne fustigada pela dor 

e a memória estilhaçada pelo vento

19
Set18

Decantar

AnnaTree

1E8939A7-47D9-42D3-82A2-C83BB666ED2A.jpeg

Coisas Lidas

Entrevistas

  • Qual é a sua palavra preferida? 
  • Não sei. Varia muito. Há épocas em que eu semantizo uma palavra em detrimento da outra. 
  • Qual é a sua palavra de hoje?
  • Tenho falado muito em decantação, decantar o espírito, decantar a paciência, decantar inteligência, decantar o amor e decantar o tempo. 
  • Chegar ao essencial? 
  • Se for possível. Porque a gente nunca chega ao essencial. Mas pelo menos a essa tentativa de aproximar-se de alguma coisa que nos reconciliou com a vida.

 

18
Set18

Influência artística

AnnaTree

Coisas lidas

8918E05D-96CA-4155-9818-D3051B31557B.jpeg

 

“Os artistas sempre foram beber a outros artistas que foram beber a outros artistas. Isto é uma cadeia quase infinita, remonta talvez a gruta de Altamira. Só o tempo de intervalo é que se tornou mais certo. No princípio passavam 20.000 anos até o próximo elo da cadeia, agora são só dois dias.” Bartolomeu Santos/ 2001 

17
Set18

Pornagrafia e impostos

AnnaTree

coisas lidas

72DC0A1E-CB4A-48BB-867A-EC7208A77626.jpeg

 

 

A Itália descobriu uma solução para conter o despesismo do Estado, vai passar a tributar com taxas mais drásticas a pornografia e os artigos de sexo. Mas sobra uma dúvida que deixo para os fiscalistas: o sexo será um consumo de luxo ou um consumo básico ....

 

Pedro Lomba 6 janeiro 2006 DN