Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

17
Out07

Parte Ido grande e do pequeno amor ines pedrosa e jorge colombo lido marc2007

AnnaTree

Coisas lidas


«Sai. Sai, não ouviste? Nunca mais te quero ver», disse ela. «Nem eu a ti. Acabou, adeus basta», disse ele.
(…)
O fim de tudo, de novo.
(…)
Livre de novo, ele planava sobre a cidade, redescobria-a como terreno de possibilidades e surpresas, filme de acção sem roteiro predefinido. Comprazia-se na liberdade do calendário sem compromissos, dos gostos sem reprimenda, de namoriscar com a garota do bar sem sentir culpa. Mas esta consciência repetida incomodava-o; sabia que a verdadeira liberdade consistiria em não ter de enumerar as vantagens da liberdade e disso já não era capaz. Lembrava se da forma como ela lhe massajava os ombros, das gargalhadas partilhadas, das noites em claro. Nunca poderia voltar a ser leve como um homem solteiro; era um homem separado, um amputado a tentar reconstruir-se com um corpo diferente.

1 comentário

Comentar post