Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

19
Out07

Parte II do grande e do pequeno amor ines pedrosa e jorge colombo lido marc2007

AnnaTree

coisas lidas e vividas

Ela, entretanto, escondia-se do mundo. Com as cortinas a barrica-la do dia, nem precisava de chorar para sofrer. Antigamente, bastava-lhe pensar no seu apartamento de bolso para que se sentisse protegida. Mas isso fora outrora, noutra vida que agora precisava de reconstruir rapidamente. Lembrou-se do gelado no congelador. Não gostava de comer gelado sozinha. Acreditava que o excesso de calorias se produzia através da solidão; acreditava que os gelados, com companhia, não engordavam. Acreditava em muitas coisas assim: presságios, provérbios, profecias, coisas antigas de que ele se ria.

«Nem sei por onde comece. Sim, outra vez. Não, quero dizer, sim mas desta vez acabou mesmo. Estou feita num oito.
(…)
Vá lá, não gozes. Sei lá como é que foi. Desta vez foi por causa da sócia dele (…) mas desta vez nunca mais» e a dizer estas coisas era como se desembarcasse num deserto frio de onde alguém tivesse roubado todo o seu passado e todo o seu futuro. A cada momento uma nova esperança, uma centelha de cumplicidade, se lhe apagava.

3 comentários

Comentar post