Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

23
Dez11

DE CAVALOS, REIS, PADRES E DA TIA Pureza

AnnaTree
Coisas Lidas

 

A calçada da Ajuda era o meu tormento dos sábados de manhã. Na calçada da Ajuda havia o Regimento de Cavalaria sete, no Regimento de Cavalaria sete havia um picadeiro, no picadeiro havia um Coronel, na mão do coronel havia um chicote, na mão esquerda do coronel havia uma corda, na ponta da corda havia um cavalo e em cima do cavalo havia eu a passo de trote e a galope com o meu avô a gritar

- Endireita-te

A gritar desgostoso

- Não sejas maricas endireita-te

Enquanto eu tremia de pavor á beira das lagrimas no vértice do bicho, uma coisa insegura parecida com uma cadeira de baloiço sem braços, perigosa nas duas pontas e desconfortável no meio, que cheirava ao cabedal das arcas do quarto dos armários e a estrume de roseira, uma cadeira de baloiço sem braços que fungava, pulava, espinoteava

[...]

- De mim só herdaste o nome

E um dos meus irmãos ia tomar o meu lugar naquele tormento rotativo. De facto só lhe herdara o nome: não me interessava pela causa monárquica, que era um jornal chamado O Debate e fotografias de meninos loiros e feios a desejarem feliz natal, não me interessava o avô do meu avô que se chamava Bernardo e tinha sido visconde

.(por um acaso de nascimentos a viscondice desembocaria em mim, facto que me deixava completamente indiferente para alem de não me apetecer ler o Debate nem receber retratos de meninos feios no natal, filhos de um senhor também feio que nem coroa usava)

Não me interessava passar os domingos a aborrecerem-me de morte nos concursos hípicos do Jockey enquanto o meu avô conversava com outros oficiais e o Presidente da Republica, um general velhinho chamado Carmona, me fazia festas na cabeça ao subir á tribuna. O general velhinho defendera o meu avô depois da revolta de Monsanto, que foi quando o meu avô quis por o rei no trono e homens muito maus de barba preta não deixaram. Por culpa dos homens muitos maus de barba preta o meu avô teve de ir viver para Marrocos mas felizmente, para eu não nascer mouro, apareceu o Salazar que gostava de Nossa Senhora de Fatima e das pessoas como nós, a minha família regressou a Portugal onde existia uma casa chamada casa de santa Zita que nos mandava criadas para me levarem o pequeno almoço á cama, e o mundo graças a Deus reentrou nos eixos porque Salazar meteu na ordem os filhos dos homens muito maus de barba preta que se chamavam democratas e cujo sonho consistia em expulsar o senhor prior da igreja, roubarem-nos as pratas e obrigarem-nos a comer a mesa com o jardineiro

[...]

Se o senhor prior desaparecesse da igreja eu não era mais obrigado a ajudar á missa e acabavam-se os almoços de padres, lá em casa, sempre a cochichar-me coisas virtuosas enquanto me afagavam os joelhos: nunca entendi porquê mas se a minha avó entrava de repente os padres afastavam-se logo e deixavam de se preocupar em fazerem-me perguntas sobre a minha castidade, que era uma palavra que eu não sabia o que queria dizer mas se relacionava com os estranhos que os democratas não respeitavam e o Salazar, é claro, mandava-os enfiar na cadeia. Para não me enfiarem na cadeia a mim procurei a castidade na enciclopédia e aprendi que era o mesmo que pureza! Como também ignorava o que fosse pureza perguntei a minha mãe

- O que é pureza?

Um dos meus irmãos antecipou-se

- Não é pureza é Tia Pureza uma amiga da família que ao beijar-nos nos lambuzava de escarlate e a certa altura deixou de aparecer por causa de um assunto complicado com o marido de uma prima ouvi dizer que

- A pureza qualquer dia ainda caiu na valeta.

E entendi finalmente a preocupação dos padres em que eu não tombasse por meu turno num sítio pouco limpo. Santos homens. Só era pena que não viessem ao picadeiro aos sábados de manhã para me ajudarem a não me despenhar no estrume de roseira dos cavalos caindo na valeta como a tia Pureza e entristecendo o Salazar, aquele senhor generoso e bom, coitado, que fazia tanto por nós.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.