Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

29
Jun12

a arte de amar ovideo

AnnaTree

 

Coisas Lidas

 

O CIRCO

(…)

São os prazeres que proporcionam o circo repleto de povo

(…) Não tens precisão dos dedos, para poderes segredar o que te vai na alma, nem é por acenos que deves acolher aquela que assinalaste;

Junto a essa mulher, sem ninguém a impedi-lo, aí te hás-de sentar;

Encosta o teu corpo, tanto quanto possível, ao corpo dela;

Ainda bem que as marcações te obrigam, mesmo que não queiras, a encostar-te, e que ela, graças às condições do lugar, tem de consentir ser tocada por ti. Hão-de, então, buscar um começo de conversa amigável;

Sejam lugares comuns a desencadear as primeiras palavras:

“A quem pertencem os cavalos que ali vêm?”, Faz por perguntá-lo, interessado, e, de pronto, o que ela apoiar, seja quem for, apoio-o tu também; mas quando avançar o longo cortejo para o combate de efebos, aplaude Vénus, tua senhora, para te estender a mão propícia. E se acaso, como é costume acontecer, cair no colo da mulher um grão de poeira, com os teus dedos o deves sacudir; mas se nenhum grão de poeira cair, mesmo assim, sacode esse nenhum. Deita mão de qualquer pretexto e torna-o útil a teus prepósitos; se o manto está caído demais sobre o chão, apanha-o, solicito, e tira-o da sujeira da terra. Logo ali, para paga dos teus préstimos e com o consentimento da mulher, as pernas dela se hão-de oferecer á contemplação dos teus olhos.

(…)