Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

Arvore De Letras

Coisas lidas,ouvidas,cantadas, declamadas,faladas,escritas

12
Set14

ENTREVISTA A ANTONIO BAGÃO FELIX POR ANABELA MOTA RIBEIRO DNA 2003/08/02 PARTE ii

AnnaTree

COISAS LIDAS

 

AMR: Está ainda muito sujeito a essas coisas?

BF: Vou dizer-lhe uma coisa: detesto que me peçam coisas. Adoro dar,(é dando que se recebe).

(…)

AMR: Isso é o quê?

BF: É do livro de Virgilio Ferreira, uma das contas-correntes, a 654. Posso ler?

AMR: Se faz favor…

BF: «Toda a gente admira a obra de um grande artista e, ergue-lhe mesmo, ás vezes, um monumento a confirmar, mas nunca ninguém ergueu um monumento a um homem e uma mulher por terem gerado um filho, que é uma obra infinitamente maior!»

(…)

BF: A memória é o nosso cofre-forte. Gosto mais do passado do que do futuro. O passado já se viveu.

(…)

AMR: E em termos de vivências? O que é que mais o aflige?

BF: Há momentos em que parece que podemos morrer por qualquer razão, ou porque nos estamos a sentir mal ou porque vamos em viagem e nos dá para pensar nisso. Só há uma coisa que me aflige. Não é tanto a morte é não poder despedir-me. Da minha mulher, das minhas filhas, do meu pai. Despedir-me fisicamente. Sinto isso como uma espécie de cuidado com as pessoas que ficam. Quero avisá-las: isto vai acontecer-me. É para ver se diminuo a dor da surpresa.

(…)
AMR: O mais extraordinário é que tenha tempo para esta contabilidade

BF: É aquilo que lhe disse: quanto mais se trabalha mais tempo livre se tem.Que a pessoa não está num estado entediante.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.